sexta-feira, janeiro 13, 2006

NÃO LHES DOU CAVACO


Com o aproximar do data, os candidatos da esquerda apesar das divisões patenteadas entre eles, dia após dia mostram-se mais preocupados e acentuam os seus ataques contra Cavaco Silva. Ainda bem que o fazem.
A eventual vitória de Cavaco apesar das limitações políticas do cargo, significa o retrocesso de Portugal na procura de ideais mais justos e nobres, no desenvolvimento cultural das suas gentes e instituições e na asfixia de soluções criativas e vanguardistas. O Homem para além de ser um profundo conhecedor da tabuada é no resto um autêntico vazio. Apoiado sobretudo pela alta finança, a que se junta a imensidão da massa humana analfabeta, ignorante e ingénua, ele próprio é um atraso cultural como já por variadas vezes teve a oportunidade de o demonstrar. É um conservador à moda antiga, mesquinho e muito parolo além de convencido, a sua célebre frase “não tenho dúvidas e raramente me engano” é deveras significativa.
Este não é com certeza o Presidente que os portugueses necessitavam nesta época de dúvidas, desânimo e angustia quanto ao seu futuro. Alguém com quem conversava recentemente sobre as presidenciais e a nossa intenção de voto, dizia-me que, Soares era tal como Cavaco um homem do passado e que por isso não era também uma alternativa muito mais válida para os nossos dias. Apesar de não votar no candidato socialista, tive de lembrar-lhe que o passado de ambos não é minimamente comparável. Soares, independentemente dos erros cometidos, foi um lutador pela defesa da democracia, da liberdade e dos direitos mais básicos dos cidadãos e essa não é uma luta apenas do passado. É uma luta de todos os dias e de futuro. Se Soares resolveu descalçar as suas pantufas e abandonar o conforto da sua reforma e bem estar depois de se aperceber de que Cavaco teria o apoio da direita para o ataque à Presidência, foi certamente porque sabe o que representa aquela candidatura e tentar ainda salvar as conquistas do passado muito dificilmente adquiridas.

A pintura exposta neste "post" é de autoria de Álvaro Cunhal. É o desenho ilustrativo que o mesmo criou para a obra literária de Soeiro Pereira Gomes, "ESTEIOS".

4 Comments:

Blogger Saci Pererê said...

E o Soares também fez muita cagada, tanto na luta pela democracia como na contribuição para que muitos dos direitos adquiridos pós 25 de Abril se fossem perdendo.
O Marocas viajante enganou uma, duas mas três até o povo português não pode cair.

Quanto a Cavaco tal como todos os salvadores só vem porque convém aos poderosos, e continuaremos a ver um Portugal Laranja e rosa, esperando que um dia as pessoas possam de facto ouvir os candidatos, e escolher o melhor independentemente do seu partido.

2:59 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Here are some links that I believe will be interested

7:01 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Nice idea with this site its better than most of the rubbish I come across.
»

3:03 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Looking for information and found it at this great site... Cum filled man ass Advanced conferencing service advanced conferencing service Affiliate programs aliens 1993 isuzu rodeo transmission computer Nexium+ during pregnancy Winning numbers for 9-28-05 Compare adderall concerta http://www.zoloft-buy-online.info Turfgrass management courses Ambien+pill+rx+sleeping Make money fast oly 11 Accounting profits will equal zero long run Hormones hair loss Luxury fiji cruises Way pop block Zocor dangers fragrance

8:06 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home

Powered by Blogger

  • A MEMÓRIA QUE NÃO SE APAGA